Mensagens de Otimismo

Podemos construir um mundo melhor!

Arquivo para o mês “maio, 2016”

A PARTIR DO PRÓXIMO AMANHECER!

 

amanhecer

Hoje “me dei um tempo” para pensar na vida.

Na minha vida!!!

Decidi então que a partir do próximo amanhecer,

vou mudar alguns detalhes para ser a cada

novo dia, um pouquinho mais feliz.

Para começar, não vou mais olhar para trás.

O que passou é passado, se errei,

agora não vou conseguir corrigir.

Então, para que remoer o que passou?

Refletir sobre aqueles erros sim

e então fazer deles um aprendizado

para o “meu hoje”…

Nem todas as pessoas que amo, retribuem

meus carinhos como “eu” gostaria… E daí?

A partir do próximo amanhecer vou continuar a amá-las,

mas não vou tentar mudá-las.

Pode ser até que ficassem como eu gostaria que fossem,

e deixassem de ser as pessoas que eu amo.

Isso eu não quero.

Mudo eu…

Mudo meu modo de vê-las.

Respeito seu modo de ser.

Mas não pense que vou desistir de meus sonhos!!!

Imagine!!!

A partir do próximo amanhecer,

vou lutar com mais garra para que eles aconteçam.

Mas vai ser diferente.

Não vou mais responsabilizar

a mais ninguém por minha felicidade.

EU VOU SER FELIZ!!!

Não vou mais parar a minha vida porque

o que desejo não acontece, porque uma

mensagem não chega, porque não ouço

o que gostaria de ouvir.

Vou fazer meu momento…

Vou ser feliz agora…

Terei outros dias pela frente!!!

Nunca mais darei muita importância aos problemas,

que não tenho conseguido resolver.

A partir do próximo amanhecer, vou agradecer a Deus,

todos os dias por me dar forças para viver,

apesar dos meus problemas.

Chega de sofrer pelo que não consigo ter,

pelo que não ouço ou não leio.

Pelo tempo que não tenho e até de sofrer por antecipação,

pensando sempre, apenas no pior.

A partir do próximo amanhecer,só vou

pensar no que tenho de bom.

Meus amigos,nunca mais precisarão me dar

um ombro para chorar.

Vou aproveitar a presença

deles para sorrir,cantar,para dividir felicidade.

A partir do próximo amanhecer vou ser eu mesmo.

Nunca mais vou tentar ser um modelo de perfeição.

Nunca mais vou sorrir sem vontade

ou falar palavras amorosas por que

acho que sei o que os outros querem ouvir.

A partir do próximo amanhecer vou viver

minha vida…SEM MEDO DE SER FELIZ.

Vou continuar esperando.

Não, não vou esquecer ninguém.

Mas…

A partir do próximo amanhecer,quando a

gente se encontrar,com certeza,vou te dar

“aquele” abraço bem apertado,e com toda

sinceridade dizer…

ADORO VOCÊ e tenho muito amor para lhe dar.

Blandinne

Comportamento ético

comportamento etico

Amanda fazia compras no supermercado movimentado.

Viu que na padaria havia um grande cesto rodeado de pessoas.

Notou que elas olhavam o conteúdo, sorriam e apanhavam pacotes, dirigindo-se aos caixas.

Ao se aproximar, observou uma plaquinha que anunciava pães especiais, com ingredientes pouco comuns e raros.

Ao olhar o preço, percebeu que a etiqueta estava trocada, pois mostrava o nome de um pão comum, de preço bem menor.

Alguém havia trocado as etiquetas dos pacotes e aqueles pães especiais estavam sendo vendidos muito abaixo de seu valor.

Amanda chamou um funcionário da padaria. Alertou para a troca, sugerindo que ele recolhesse os pacotes restantes e corrigisse a etiqueta.

Ele arregalou os olhos quando se deu conta do erro e agradeceu. Pegou a cesta, imediatamente, retirando-a do acesso ao público.

Outra cliente, que assistiu a cena, ficou zangada por não ter tido a chance de se beneficiar com o equívoco do funcionário. Olhando fixamente Amanda, sussurrou otária. O que recebeu em troca foi um sorriso amável.

A moça, talvez incomodada pela superioridade moral que aquela senhora emanava, se virou e sumiu por um corredor.

Outra funcionária, atrás do balcão da padaria, estranhou a atitude de Amanda e ficou se perguntando por que ela simplesmente não havia pego um pacote de pão e ido embora, como tantos clientes haviam feito.

Amanda circulou pelos corredores, terminou suas compras com calma e foi para casa.

No caminho, foi pensando como as pessoas se equivocam acreditando ser válido tirar vantagem do erro de alguém.

Com certeza, elas não pensam no quanto podem prejudicar o outro quando acreditam estar se dando bem.

Lembrou-se de quando era jovem e trabalhava num pequeno comércio, em cidade do interior.

Cada erro cometido por um funcionário era cobrado dele ou, às vezes, rateado entre todos.

Era um alento quando algum cliente devolvia o troco dado a mais, num momento de descuido, ou alertava para um preço equivocado, que fatalmente oneraria os que ali trabalhavam.

Aquilo fazia Amanda acreditar na justiça, na ética e na bondade humana.

Cresceu acreditando que a ética e a justiça deveriam nortear os comportamentos.

Estudou direito, tornou-se advogada, depois juíza.

A cada causa analisada, em cada processo e julgamento, buscava ser o mais justa e ética possível.

Fora dos tribunais, aplicava os mesmos parâmetros.

E foi por isso que ela, uma senhora de ar distinto e nobreza de caráter, deixou uma marca profunda em funcionários e clientes daquele supermercado.

Para os que acreditam na justiça, na ética e na bondade humana, ela foi um incentivo, um alento, um modelo a ser seguido.

*   *   *

Quando os seres humanos se libertarem do egoísmo, da ganância e do orgulho, que arrastam para a corrupção e para comportamentos desonestos, atitudes como a de Amanda serão corriqueiras, normais.

Quando alcançarmos esse patamar, estaremos a um passo de viver no paraíso construído por nós mesmos.

Redação do Momento Espírita

Caridade!

árvore

Chamo-me Caridade; sigo o caminho principal que conduz a Deus. Acompanhai-me, pois conheço a meta a que deveis todos visar.

Dei esta manhã o meu giro habitual e, com o coração amargurado, venho dizer-vos: Oh! Meus amigos, que de misérias, que de lágrimas, quanto tendes de fazer para secá-las todas! Em vão, procurei consolar algumas pobres mães, dizendo-lhes ao ouvido; Coragem! Há corações bons que velam por vós; não sereis abandonadas; paciência! Deus lá está; sois dele amadas; sois suas eleitas. Elas pareciam ouvir-me e volviam para o meu lado os olhos arregalados de espanto; eu lhes lia no semblante que seus corpos, tiranos do Espírito, tinham fome e que, se é certo que minhas palavras lhes serenavam um pouco os corações, não lhes reconfortavam os estômagos. Repetia-lhes: Coragem! Coragem! Então, uma pobre mãe, ainda muito moça, que amamentava uma criancinha, tomou-a nos braços e a estendeu no espaço vazio, como a pedir-me que protegesse aquele entezinho que só encontrava, num seio estéril, insuficiente alimentação.

Alhures vi, meus amigos, pobres velhos sem trabalho e, em consequência, sem abrigo, presas de todos os sofrimentos da penúria e, envergonhados de sua miséria, sem ousarem, eles que nunca mendigaram, implorar a piedade dos transeuntes. Com o coração túmido de compaixão, eu, que nado tenho, me fiz mendiga para eles e vou, por toda a parte, estimular a beneficência, inspirar bons pensamentos aos corações generosos e compassivos. Por isso é que aqui venho, meus amigos, e vos digo: Há por aí desgraçados, em cujas choupanas falta o pão, os fogões se acham sem lume e os leitos sem cobertas. Não vos digo o que deveis fazer; deixo aos vossos bons corações a iniciativa. Se eu vos ditasse o proceder, nenhum mérito vos traria a vossa boa ação. Digo-vos apenas: Sou a caridade e vos estendo as mãos pelos vossos irmãos que sofrem.

Mas, se peço, também dou e dou muito. Convido-vos para um grande banquete e forneço a árvore onde todos vos saciareis! Vede quanto é bela, como está carregada de flores e de frutos! Ide, Ide, colhei, apanhai todos os frutos dessa magnificente árvore que se chama a beneficência. No lugar dos ramos que lhe tirardes, atarei todas as boas ações que praticardes e levarei a árvore a Deus, que a carregará de novo, porquanto a beneficência é inexaurível. Acompanhai-me, pois, meus amigos, a fim de que eu vos conte entre os que se arrolam sob a minha bandeira. Nada temais; eu vos conduzirei pelo caminho da salvação, porque sou – a Caridade. (Cárita, martirizada em Roma – Lião, 1861)

Evangelho Seg. Espiritismo, pág.249, Cap.XIII, Não Saiba a Vossa Mão Esquerda o que Dê a Vossa Mão

Navegação de Posts

%d blogueiros gostam disto: